Idiomas:

Partilhar:

21/07/2019

Pé Diabético, porque é que a sua prevenção é tão importante?

O Pé Diabético é uma complicação associada à Diabetes que pode surgir cerca de 15 anos após a evolução da doença ou como consequência de um mau controle da mesma mantida no tempo.

As principais características do pé diabético são a perda de sensibilidade e a afetação dos vasos sanguíneos mais distais.

Isso resulta em secura da pele, deformidades nos pés, falta de capacidade de notar uma simples fricção, ou aumento dos tempos de cicatrização, entre outros.

A maior complicação de um Pé Diabético é uma úlcera de difícil cicatrização que pode evoluir, sem tratamento adequado, para uma infecção, uma amputação menor ou maior, e mesmo na morte do paciente.

É por isso que a prevenção do pé diabético é tão importante em todas e cada uma das fases evolutivas da doença.

 

ANTES DE TER A PATOLOGIA- PÉ DIABÉTICO

Com um diagnóstico de Diabetes é essencial prestar especial atenção ao controle da glicemia.

Desta forma, será mais fácil para nós, que não cheguemos à patologia , ou a prolonguemos no tempo tanto quanto possível .

Igualmente benéfico será manter bom controle metabólico no momento de poderem associar -se outras complicações frequentes à  diabetes.

 

COM DIAGNÓSTICO DE PÉ DIABÉTICO

Com um diagnóstico de Pé Diabético é importante estabelecer o grau de risco.

Isto é feito através de testes rápidos não invasivos realizados por profissionais de saúde para tal habilitados.

Os critérios a utilizar são muito simples: se a sensibilidade está ou não afectada, se a vascularização está ou não afectada, se se observam deformidades ou proeminências ósseas nos pés, história de ulceração ou amputação e mesmo se existir uma úlcera activa no momento da consulta. Ver quadro 1.

Tabla 1:IWGDF Guidelines on the prevention and management of diabetic foot disease 2019

Esta classificação de risco do Pé Diabético dar-nos-á os intervalos de tempo em que teremos que ir ao podologista para fazer um corte adequado das unhas e  reavaliar os testes realizados na  Unidade do Pé Diabético de referência.

Graças a esta visita médica obteremos conselhos úteis sobre como verificar os pés diariamente, como mantê-los hidratados ou que características procurar num sapato para que seja o que melhor se adapte a cada pé.

Se formos capazes de prevenir o aparecimento de uma úlcera ou detectá-la no menor tempo possível, poderemos minimizar as complicações do Pé Diabético.

O tempo conta!

Partilhar:

Post sugeridos

21/05/2019

Eu tenho diabetes, tenho pé diabético?

O que é o Pé Diabético? Aproximadamente 14% da população espanhola sofre de diabetes. A diabetes é uma doença crónica e irreversível, um distúrbio do metabolismo que produz um aumento de glicose ou açúcar no sangue como resultado de uma diminuição ou falta de ação da hormona insulina. Estes aumentos de glicose, mantidos ao longo Leer más >>

Ler mais > >